quarta-feira, 25 de julho de 2012

Arqueiro de DEUS

O Melhor arqueiro do mundo e, consequentemente, favorito ao ouro nas competições nas Olimpíadas de Londres, Brady Ellison é um homem bastante diferente daqueles que praticam seu esporte. Aberto ao público, com boa fala e muita articulação, o norte-americano é hoje a face do arco e flecha mundial e não se incomoda com isso. Mais ainda, se coloca como um privilegiado. Após escapar de uma tragédia em 2010 o atleta passou a agir diferente e, em suas palavras, representar ele mesmo e Deus quando está em competições.




“Quando entro no campo só estou preocupado em como me portar, em como buscar o melhor tiro e em como estar bem para representar a mim mesmo e a Deus”, conta o norte-americano. “Não me importo com os julgamentos que as pessoas fazem disso. Se elas gostam, ótimo. Se não gostam, azar”.




A religiosidade fervorosa de Elisson tem um motivo do qual ele fala sem problemas, apesar do trauma causado em sua vida. Em 2010, enquanto visitava um amigo, o atleta dirigia seu carro em uma estrada quando viu as luzes de outro veículo em sua direção. Sem saber ao certo como, o norte-americano escapou do acidente e, desde então, diz ser grato a Deus, a quem considera o responsável por ter salvado sua vida naquele momento.

“Foi Deus quem me salvou”, diz ele. “Consegui mexer as rodas do carro de um jeito impressionante e o outro veículo passou muito perto do meu, mas sem bater. Desde então tive certeza de que Deus me queria vivo e passei a viver para ser uma pessoa melhor, focada em me ajudar e ajudar os outros. Não quero ser um anjo na Terra, afinal eu bebo, por exemplo. Mas quero fazer o melhor para mim e para os outros em nome Dele”.

Desde o incidente nas estradas o norte-americano melhorou. Passou de novato do time, nas Olimpíadas de 2008, a principal nome da equipe. Com muita fé e uma vida bem diferente após o que considera ‘o milagre de ter se mantido vivo’, Ellison agora espera chegar ao ouro olímpico e provar que com fé se vai longe.
Fonte: